Faço um rápido intervalo na sequência sobre segurança para retomar a questão que abordei na última segunda-feira envolvendo uma falha encontrada nos processadores da Intel, que pode ser explorada por códigos maliciosos para “enxergar” dados protegido pelo kernel do sistema em alguns pontos da memória do computador.

Em linhas gerais, isso significa que um malware poderia requisitar a leitura de blocos de memória em que o kernel estivesse ativo e ler o conteúdo de uma mensagem ou arquivos que estivessem abertos no momento do acesso, por exemplo.

A Microsoft liberou uma correção emergencial para o Windows 10 ― que eu recebi via Windows Update na manhã de ontem ― e a incluiu também no Patch Tuesday deste mês, para proteger, inclusive, as edições 7 e 8 do Windows. O problema é que esse update, identificado como KB4056892, pode provocar uma redução de até 30% no desempenho do processador e interferir no funcionamento de alguns antivírus, que precisarão de atualizações para continuar protegendo o computador. Então, meus caros, ficamos entre a cruz e a caldeirinha, isto é, ou priorizarmos a segurança em detrimento do desempenho, ou priorizamos o desempenho em detrimento da segurança. CONTINUE LENDO EM http://fernandomelis.blogspot.com.br/2018/01/atualizacao-critica-para-corrigir-falha.html