Longe de mim sugerir que o caro leitor (ou a querida leitora) seja um pé-de-cana incorrigível, mas sabemos que qualquer um está sujeito a se exceder no uísque durante um festivo happy hour, ou na caipirinha enquanto espera o assado de domingo ficar pronto. E como estamos em junho, mês de quermesses e assemelhados, a considerando que noites frias combinam bem com canecas e canecas de vinho quente e copinhos e mais copinhos de quentão, a conclusão é óbvia.

Diz um ditado que c* de bêbado não tem dono ― e a experiência comprova que as pessoas tendem a gastar mais do que deveriam quando estão no embalo das biritas. Então, para evitar arrependimentos e surpresas desagradáveis na hora de pagar a fatura do cartão, o app DrnkPay promete controlar o nível etílico do usuário e evitar excessos irresponsáveis.

Basta você baixar o aplicativo no smartphone, configurar o cartão (de crédito ou débito), estabelecer o limite de bebida que se acha capaz de consumir sem fazer bobagens e escolher se o app deve bloquear somente compras em bares ou também online, por exemplo.

Feito isso, uma pulseira ― ou um pequeno bafômetro ― realiza a medição através de um biosensor e envia as informações por Bluetooth para o aplicativo. Se o nível alcoólico exceder os limites pré-estabelecidos, seu cartão será bloqueado por 12 horas (mas o aplicativo integra um recurso que permite liberar o pagamento para você pedir um Uber e ir para casa em segurança).

O programinha terá versões para iOS e Android, mas a consultoria iBeTSE ainda está o está negociando com bancos e operadores de cartões. A previsão é de que ele chegue ao mercado somente em meados do ano que vem. Para saber mais, acesse http://drnkpay.com.