Se me repito, faço-o porque prefiro pecar por ação que por omissão. Afinal, se a cada minuto o Brasil registra 900 tentativas de golpe ― o que dá uma média de 15 por segundo ―, e boa parte desses golpes é aplicada pelo meio eletrônico, através de computadores, tablets e, principalmente, smartphones, segurança digital é um tema que deve estar sempre na nossa pauta.

Navegar na Web está mais para u safári selvagem do que para um bucólico passeio no parque. Mesmo assim, ainda é grande o número de internautas que não adotam as medidas preventivas necessárias ― talvez porque “ouviram dizer” que o malware é uma estratégia dos fabricantes de antivírus para vender seus produtos, que atualizar o Windows deixa o computador lento e/ou envia dados confidencias para a Microsoft, que Lula é a alma viva mais honesta do Brasil e  vai acabar com a corrupção se o deixarem concorrer em 2018 (queira Deus que até lá ele já esteja atrás das grades, que nosso eleitorado não é nada confiável), e outras bobagens que tais.

Boas soluções não são as mais complexas, mas as que funcionam ― e quanto mais simples elas forem, tanto melhor serão os resultados. Portanto:

Mantenha seu sistema e aplicativos atualizados.

Softwares são desenvolvidos por seres humanos, e seres humanos são falíveis. Os programas costumam ser testados exaustivamente antes de seu lançamento comercial, mas, com milhões e milhões de linhas de código, alguma coisa sempre pode acabar passando batida. Por isso, os desenvolvedores responsáveis disponibilizam correções e atualizações, que também podem incorporar novas funcionalidades a seus produtos, sendo recomendável, portanto, instalá-las o quanto antes. O Windows facilita esse trabalho com as atualizações automáticas (clique aqui para mais informações). Todavia, programas de terceiros precisam ser atualizados individualmente, e nem todos avisam quando há novas versões ou oferecem maneiras intuitivas de o usuário descobrir se existem atualizações disponíveis. Então, nada como automatizar esse processo com aplicativos como o freeware FileHippo App Manager, por exemplo, que compara as versões dos apps instalados no computador com seu banco de dados, apresenta uma lista do que está defasado e os links para as respectivas atualizações. Sem embargo, sugiro ao leitor instalar também o Glary Utilities, que eu já comentei e recomendei em diversas oportunidades. Trata-se de uma suíte de manutenção bem completa, um verdadeiro canivete suíço no qual a atualização de softwares é apenas uma de suas muitas lâminas.

Providencie um arsenal de defesa responsável.

Se você não quer ― ou não pode ― investir num pacote de segurança pago (como o Norton Internet Security, o Avast Premier e outros que tais), ative o Windows Firewall e o Windows Defender ou instale uma suíte gratuita (mais detalhes nesta postagem). Em último caso, monte seu próprio pacote com antivírus, firewall e antispyware gratuitos (freeware), lembrando sempre que essa solução propicia a ocorrência de conflitos entre ferramentas de fabricantes diferentes, daí ser preferível optar pelas suítes de segurança.

Amanhã a gente fala mais sobre esse assunto.