Ainda sobre a questão da insegurança digital, um alerta do portal de tecnologia IDG Now! dá conta de que os cibercriminosos estão se aproveitando da crise (e do desemprego) para ludibriar usuários de smartphones com mensagens via WhatsApp que oferecem falsas promessas de vagas de emprego na NESTLÉ e na C&A.

Segundo a empresa de segurança digital PSafe, quase 700 mil pessoas já foram afetadas, e São Paulo e Rio de Janeiro encabeçam o ranking ― com 112 mil e 76 mil usuários de smartphones enganados, respectivamente ―, embora a Bahia já registre mais de 30 mil ocorrências análogas.

As mensagens incitam os usuários de smartphones a preencher um cadastro para concorrer às vagas, e os dados fornecidos (nome, número de documentos, etc.) são usados pelos cibercriminosos de diversas maneiras ― na criação de contas falsas em serviços de SMS pagos, por exemplo. Para ampliar seu campo de ação, os vigaristas recomendam às vítimas o compartilhamento da mensagem espúria com todos os seus contatos no WhatsApp, de maneira que, além de desconfiar de qualquer oferta mirabolantes, você deve checar a veracidade das informações antes de compartilhá-las com parentes, amigos e conhecidos.