Nem só de smartphones vive o saco do Papai Noel, mas as pesquisas (sempre elas) apontam esses brinquedinhos como os itens mais suscitados nas missivas endereçadas ao bom velhinho por meninos e meninas de todas as idades, dos bem-comportados aos fdps incorrigíveis, dos trabalhadores aos desempregados, dos bandidos encarcerados nos presídios aos bandidos com mandato no Congresso Nacional, e por aí vai.

Já vimos que o almejado (e caríssimo) iPhone X não é para qualquer um, que seus principais concorrentes também não custam barato ― embora bem menos que os quase R$ 8 mil da versão de topo de linha do novo modelo da Apple ― e que há versões interessantes com preços em torno de R$ 1 mil. Então, para encerrar esta sequência, apresento mais duas sugestões aos leitores com menos bala na agulha para presentear seus entes queridos ― ou a si mesmos, por que não? ― com um smartphone decente, mas de preço acessível (ambos os aparelhos descritos a seguir custam em torno de R$ 800, mas uma rápida busca no Google pode proporcionar alguma economia). CONTINUE LENDO EM http://fernandomelis.blogspot.com.br/2017/12/para-nao-dizer-que-nao-falei-em.html